Geografia: Possibilidades de Leitura de Mundo

Por que ensinamos Geografia? Que argumentos você usaria para justificar a Disciplina Geografia no Currículo Escolar? Com qual concepção de Ensino de Geografia estamos norteando nosso trabalho?  Como Estamos considerando a importância da Geografia (como disciplina escolar) na formação de nossos estudantes?

São perguntas como estas, que deve sempre incomodar os que trabalham com a ciência do espaço.

Haveria formas mais criativas para se ensinar esta ciência nas escolas? A resposta é sim.

Existe sim inúmeras possibilidades de leitura a partir do estudo da Geografia.

A Geografia e as Possibilidades de Leitura de Mundo.

Crianças estudando

Na apresentação a seguir, produzida para subsidiar o 1º Seminário de Ensino de Geografia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), a ideia é justamente buscar discutir estas possibilidades.

Segundo Willian Vesentini, o estudo da Geografia serve para nos posicionarmos inteligentemente em relação ao nosso mundo, vivendo de forma consciente e crítica, estudando os seus fundamentos e desvendando os seus mecanismos.

Ser cidadão pleno em nossa época significa antes de tudo estar integrado criticamente na sociedade, participando ativamente de suas transformações. “Para isso devemos refletir sobre o nosso mundo, compreendendo-o do âmbito local até os âmbitos nacional e planetário, (que em geografia chamamos de ‘escalas geográficas’). E a geografia é um instrumento indispensável para empreendermos essa reflexão. Reflexão que deve ser a base de nossa atuação no mundo.” (VESENTINI, J. W. Sociedade e espaço: Geografia geral e do Brasil. 32. ed. São Paulo: Ática, 1996).

… a Geografia, sob a perspectiva crítica, propõe que o aluno ‘deixe de ser um sujeito passivo no ambiente físico ou social’ para ‘tornar-se um cidadão ativo na construção de um espaço geográfico mais inclusivo, justo e igualitário’”. (CARON, M. M. Fundamentos de Geografia Escolar: Natureza e Espaço Social nas Séries Iniciais.”Dos Segredos da Natureza à Complexidade do Espaço”. Cuiabá: Central de Textos/EdUFMT, 2012).

É a partir destas ideias que iniciamos nossa apresentação e que esperamos possa contribuir com a reflexão para a busca de um Ensino de Geografia com mais significado e sentido.

Gostou deste conteúdo? Deixe um comentário e Compartilhe !

Publicações relacionadas

Rating: 5.0/5. From 2 votes.
Please wait...

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.