«

»

out 14 2013

Fragmentos – I

A Geografia não pode ignorar os movimentos sociais, tanto os que surgem na cidade (ex: os sem teto), nem no campo . Ambos colocam em cheque, na sociedade capitalista, a existência da propriedade privada da terra, o que revela não haver perversidade – como apontam alguns autores – no processo de reprodução do espaço, mas profundas contradições.” (Adaptado de Ana Fani A. CARLOS, A Geografia brasileira, Hoje: algumas reflexões. Revista TERRA LIVRE. Ano 18, Vol. I, n. 18.São Paulo, Jan-Jun, 2002.)

… a principal forma de relação entre o homem e a natureza, ou melhor, entre o homem e o meio, é dada pela técnica – um conjunto de meios instrumentais e sociais, com os quais o homem realiza sua vida, produz, e ao mesmo tempo, cria espaço“. (Adaptado de Milton SANTOS, A Natureza do espaço, Edusp, p. 63)

O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã“. (Leonardo da Vinci (1452-1519). Citado em: Revista Nova Escola. Ano XIX. Nº 174. Agosto de 2004 )

Unidade visível do arranjo espacial que a nossa visão alcança, a paisagem tem seu caráter social, pois é formada de movimentos impostos pelo homem através do seu trabalho, cultura e emoção. Ela é produto da percepção, mas necessita passar a conhecimento espacial organizado, para se tornar verdadeiro dado geográfico.” (Ministério da Educação e Desporto, PCN-Ensino Médio, dez. 1999, p. 30.)

… A Geografia e a cartografia, em particular, são matérias que envolvem um conhecimento estratégico, o qual permite às pessoas que desconhecem seu espaço e sua representação, passarem a organizar e dominar esse espaço“. (Yves LACOSTE. A Geografia, isso serve p/ fazer a Guerra. Campinas, Papirus, 1988)

Através da cartografia, análise de elementos cartográficos e elaboração de mapas, os professores podem ministrar suas aulas de forma mais dinâmica e fazer associação destes produtos a diversos temas da Geografia.” (Janaína Eliza FADEL. Utilizando mapas no ensino da Geografia. In: Boletim de Geografia, Universidade Federal de Maringá. Ano 19, nº 02, 2001.)

Hoje, mais do que nunca, o homem deve compreender o planeta em que vive. A terra é viva, os rios são vivos, a atmosfera é viva. Dia após dia tomba um tio pela absoluta falta de condições de sobrevivência de seus espécimes.” (José Henrique POPP. Geologia geral. 2ª ed. RJ/SP, Livros técnicos e científicos editora. P. 4 )

A escola inserida num contexto em que a tecnologia predomina, pode formar cidadãos autônomos e conscientes, permitindo que os alunos tenham uma postura crítica diante da massa de informações c/ que são bombardeadas continuamente.” (Eliana T. de A. F. CABOCLO & Maria de Lourdes de A. TRINDADE. Multiplicidade: cada identidade uma constelação. In: Reflexões sobre a educação do próximo milênio. MEC/SEED, Brasília, 1998. P. 19. (Série de estudos: Educação à Distância)

Acreditar que o aluno pode aprender é a melhor atitude de um professor para chegar a um resultado positivo“. (Ana TEBEROSKY. Debater e opinar estimulam a leitura e a escrita. Revista Nova Escola. Ano XX. nº 187. Novembro de 2005. P.26 )

… A Geografia está na vanguarda de muitas frentes de trabalho. Do ponto de vista teórico lidera uma das correntes mais respeitadas, pois decidimos enfrentar o desafio de procurar uma maior aderência da nossa disciplina para fazer face às rápidas mudanças do mundo de hoje. Assim, conceitos como: espaço geográfico, território, região, etc tiveram que ser revisados. ” (Adaptado de Maria Adélia A. de SOUZA. Os próximos passos da ciência. In Ciência Hoje. Vol. 24, nº 140, julho/1998. P. 47)

O grande segredo p/ os professores melhorarem a transmissão das informações geomorfológicas é mostrar ao aluno em que ambiente geomorfológico ele está, como é o seu espaço, o seu lugar. A partir desse contato é que se pode buscar novos ambientes, novos lugares e utilizar o livro didático como ferramenta auxiliar p/ novas compreensões“. (Jurandyr ROSS, em entrevista à Revista Discutindo a Geografia.Ano 1, nº 1/Julho/2004. P. 15)

Particularmente devo à geografia uma mudança na minha visão de urbanista. Isso me salvou, pois você tem que saber ler uma cidade, tem que identificar, ao andar pelas ruas, aquilo que é adjetivo e aquilo que é substantivo“. (Jorge WILHEIM. Arquiteto e Urbanista, em entrevista à Revista: Discutindo a Geografia. Ano 1, nº 3. 2004. P. 19 )

A única coisa que se aprende e realmente faz diferença no comportamento da pessoa que aprende é a descoberta de si mesmo. ” (Carl ROGERS. Citado em: Revista Nova Escola. Ano XIX, nº 172. P. 44)

Hoje em dia, vivemos num sistema mundial que não encontra paralelo nas eras que nos antecederam. As ‘duas grandes revoluções’ têm-se disseminado em escala mundial. O capitalismo industrial baseia-se numa complexa especialização da produção e numa divisão do trabalho que está espalhada pelo mundo inteiro.” (Adaptado de Anthony Giddens. Sociologia:uma breve porém crítica introdução. Zahar editores. Rio, 1984. P. 22)

Pensamos demasiadamente, sentimos muito pouco. Necessitamos mais de humildade do que de máquinas. Mais de bondade e ternura do que de inteligência. Sem isso, a vida se tornará violenta e tudo se perderá.” (Charles CHAPLIN. Citado em: Revista Nova Escola. Ano XIX. nº 170. Março de 2004. P. 66)

A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original.” (Albert EINSTEIN. Físico alemão. Citado em: Revista Nova Escola. Ano XIX. nº 171 – Abril de 2004. P. 66)

Publicações relacionadas

Rating: 5.0. From 1 vote.
Please wait...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *