«

»

out 22 2013

Ensinando CARTOGRAFIA: Duas aulas práticas

1. TODO MUNDO COM SEU GLOBO. Matéria de Cristiane Maragon, disponível na edição nº 169, de Janeiro/Fevereiro de 2004 da Revista Nova escola, na  Seção “Faça você mesmo”.

O material é simples e barato mas a ideia, valiosa. Usando uma bola de isopor e o planisfério que reproduzimos ao lado é possível produzir um globo terrestre bem parecido com os disponíveis no mercado. A sugestão é a seguinte: faça o seu globinho seguindo as instruções e leve para a classe. Depois de mostrá-lo aos alunos avise: cada um vai fazer o seu“.

“Durante a atividade você vai poder mostrar a correspondência entre o globo terrestre e o mapa-múndi. Nem sempre é simples para a turma entender como o nosso planeta, que é redondo, pode ser fielmente representado em uma folha de papel retangular. E nem porque o oceano Pacífico aparece nos dois lados do mapa. 

Foi justamente para que seus alunos da 5ª série compreendessem esses conceitos que o professor de Geografia Celso Carvalho, da Escola Estadual Ulisses de Oliveira Valente, de Santa Bárbara D’Oeste (SP), resolveu ensiná-los a fazer este pequeno globo.

Esta dica de aula é indicada para alunos do Ensino Fundamental I. Clique no botão a seguir para acessar a matéria completa, diretamente do portal da Revista Nova Escola.

acesseagora

2. GEOGRAFIA E HISTÓRIA GANHAM VIDA E A CIDADE UM ATLAS. Matéria da Revista Nova escola, edição nº 170 de março de 2004. Seção: “Projeto nota 10”.

No dia em que a professora Ivone Baioni Garcia, do Colégio Estadual Vicente Rijo, em Londrina (PR), convidou as turmas de 5ª e 7ª séries para elaborar um atlas do município, ouviu de um garoto: “Pra que saber tanto dessa cidade que nem é minha?” O desprezo do aluno natural de Maringá pelo lugar onde vive confirmou a necessidade do projeto. Ainda mais estimulada, Ivone reuniu colegas de Geografia, História e Língua Portuguesa e foi adiante. Londrina, aos 70 anos, agora conta com um Atlas Histórico e Geográfico. A elaboração da publicacão levou os alunos a aprender conceitos de cartografia, relevo, clima, vegetação, economia e meio ambiente. “Nosso atlas reúne informações que estavam espalhadas em diversas fontes.

Além de conhecer melhor a cidade, os alunos passaram a valorizá-la, pois perceberam que fazem parte de sua história. A possibilidade de serem autores do atlas empolgou a garotada que, é claro, esperava ansiosa as saídas a campo. “Agora, eu sei mais de Londrina do que a senhora!”, disse o menino forasteiro, ao término do projeto. Naquele momento, Ivone teve a certeza de tinha alcançado seu objetivo“.

Esta dica de aula é indicada para alunos do Ensino Fundamental II e deve ser implementada de maneira interdisciplinar (entre as disciplinas: Geografia e História). Clique no botão a seguir para acessar a matéria completa, diretamente do portal da Revista Nova Escola.

acesseagora

Publicações relacionadas

Rating: 5.0. From 1 vote.
Please wait...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *